sexta-feira, 15 de setembro de 2017

de robezinho?


Então a senhorita quase-Aveiro foi de robe ver a bola? Até compreendo que o Bernabéu seja quase uma segunda casa, mas daí a apresentar-se de robezinho, vai uma enorme distância. De facto, a mistura dinheiro-a-rodos-e-um-mau-gosto-do-caraças é altamente explosivo. Jazus!  

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

país irmão


Para quem não consegui apanhar o 1º episódio da nova série da RTP - País Irmão - aqui está o link para o dito. Vale a pena, não percam. Muito bem filmado e com actores de absoluto topo. Confesso que sinto sempre falta do Ivo {Canelas} ou do Albano {Jerónimo} ou até da Rita {Blanco} mas tenho por lá o Nuno {Lopes} e o surpreendente José Raposo. Ainda por cima é às 2ª feiras, que é aquele dia estúpido em que não há nada para ver. 

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

de volta às raquetadas


Os treinos estão a voltar e hoje estou aqui que mal consigo levantar o bracinho. O pulso e polegar direitos também já viram dias mais sorridentes. Sua lontra redonda e anti-fit! 

terça-feira, 12 de setembro de 2017

a delta q não gosta da kaffa


Há coisa de 2 meses comprei uma Delta Q Milk Qool, daquelas que tiram cappuccinos e galões. Não é das melhores descobertas do Universo, a função dos cappuccinos às vezes fica meio bloqueada mas até não tem corrido mal de todo. Em relação às cápsulas, para além das originais Delta Q {que são bem boas} resolvi comprar as sucedâneas da marca Kaffa e... esqueçam! Mau mas mau. A máquina fica toda engasgada e nem sempre consegue "furar" a cápsula. Coitadinha da bichinha. A dona promete dar só papinha original, sim? Pronto... não chora.  

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

back to the gym


Voltar ao ginásio depois de umas semaninhas parada é duro. Ainda há dias fui dar uma boa volta de bicla e noutro dia uma boa caminhada mas o corpo nada... não perdoa. Dói-me tudo. Aaaaaiiiii.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

são os kard... hein?

Ontem, numa passeata a pé pela cidade, só para desmoer, passámos em frente ao Mercado Ribeira e, ao ver um aglomerado de gente, pensei: "ui, tu queres ver que a prima da Maria do Tivoli estava certa?". Afinal, a prima não acertou. 
Mas estavam umas boas centenas de putos sentados no chão, com chapéus-de-chuva a proteger do Sol e foi aí que percebi: "espera lá, este é o cenário típico de fãs à espera de alguma vedeta." Rapidamente cheguei-me a um deles e perguntei o que se passava. Recebi uma resposta com o esgar típico dos adolescentes quando se indignam pelo facto de malta cota como eu [só tenho 34!] não andar a par das novidades. 

- São os K.A.R.D.. São da Coreia. - disse-me a cachopita com ar de importantoide. 
(fez-se um silêncio de 3 segundos)
- Da Coreia do Sul. - concluiu, para que não restassem dúvidas.

Eu, cerrei os lábios e levantei as sobrancelhas dizendo: "ah ok, muito bem. É relativamente normal que sejam do Sul. Que seria se fossem do Norte..." 

Ela voltou àquele olhar trocista e continuou na fila ignorando-me por completo. Acho que não percebeu a minha piada... putos sem humor! Deixo-vos o videozinho dos ditos K.A.R.D. Não falam sequer inglês...

quarta-feira, 19 de abril de 2017

aquarius


Passei assim de raspão só para avisar que o mais recente filme com a Sónia Braga e do Kleber Mendonça Filho, é obrigatório. 

sexta-feira, 17 de março de 2017

foi +/- o que eu fiz


Tem dias em que é mais de dream do que outros. Mas na maior parte do dias sou uma apaixonada pelo que faço - tanto na produção de eventos como no ensino universitário. Mas agora... que venha o fim-de-semana. ♥

quinta-feira, 16 de março de 2017

ligar mais vezes


Hoje em dia, com tanta rede social, deixámos de telefonar às nossas pessoas. Hoje acordei com vontade de ligar à minha família... que por ser tão grande, tem que ser distribuído por vários dias. 

quarta-feira, 15 de março de 2017

[pouco são, jorge] Nuno Lopes


Queria escrever bem sobre o novo filme do Marco Martins com o [brilhante] Nuno Lopes... mas a verdade é que, apesar do [fabuloso] Nuno Lopes, este São Jorge é assim a atirar para o vazio. As imagens, os sons e os ambientes são bons... mas não chegam, apesar do [maravilhoso] Nuno Lopes. A história é muito superficial, tratada de uma forma preguiçosa. O [incrível] Nuno Lopes não chega a ser boxeur, nem cobrador de dívidas, nem pai, nem marido. O [insubstituível] Nuno Lopes é assim uma personagem passante, cabisbaixa, tensa e sisuda. Ele que sempre me emociona e arrebata [acabou de o fazer em A Noite da Iguana], desta vez deixou-me assim, em lume brando. Quase com vontade de o chamar e, afagando-lhe o cabelo, dizer-lhe "Não mereces Nuno, não mereces que usem e abusem do teu talento". Ao longo do filme estive sempre a achar «agora é que vai ser»... mas não foi. A participação do [soberbo] Nuno Lopes não é o suficiente para transformar um filme vazio de argumento em algo inesquecível. Sem história não há [sensacional] Nuno Lopes que o salve... e este São Jorge não foi salvo. Pena de ver o meu actor preferido não brilhar como sabe e merece... Pena, muita pena.

{e os diálogos...? fracos, muito fracos!}     

cabaret serrano


Sou a única pessoa com visões... ? É a Fernanda Serrano no novo restaurante do Avillez?

segunda-feira, 13 de março de 2017

uber moto


A nossa viagem de honeymoon foi à Ásia (como não poderia deixar de ser). Fomos ao Vietname e ao Cambodja. Uma maravilha. Se precisarem de dicas, peçam. Assim de repente, só vos digo que no Vietname, Hoi An é imperdível. Mas este post é para vos falar de algo que vi por lá - Uber Moto. Claro que no Vietname usam uns capacetes que protegem menos do que o meu da bicla, mas lá que é uma boa opção, lá isso é. Tivessem eles juízo e uma touca higienizada...

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

3 ingredientes = panquecas


Só para avisar que estas panquecas com apenas com 3 ingredientes: 1 banana, 2 ovos e canela está capaz de me alimentar nos próximos dias. São óptimas.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

emocionei-me


Emocionei-me com a voz de Maria Barroso ao ler o poema "Os dois sonetos de amor da Hora Triste" de Álvaro Feijó.


Quando eu morrer - e hei de morrer primeiro
Do que tu - não deixes de fechar-me os olhos
Meu Amor. Continua a espelhar-te nos meus olhos
E ver-te-ás de corpo inteiro.

Como quando sorrias no meu colo.
E, ao veres que tenho toda a tua imagem
Dentro de mim, se, então, tiveres coragem,
Fecha-me os olhos com um beijo.

(Eu, Marco Póli)
Farei a nebulosa travessia
E o rastro da minha barca
Segui-los-á em pensamento.
Abarca

Nele o mar inteiro, o porto, a ria...
E, se me vires chegar ao cais dos céus,
Ver-me-ás, debruçado sobre as ondas, para dizer-te adeus,

II
Não um adeus distante
Ou um adeus de quem não torna cá,
Nem espera tornar. Um adeus de até já,
Como a alguém que se espera a cada instante.

Que eu voltarei. Eu sei que hei de voltar
De novo para ti, no mesmo barco
Sem remos e sem velas, pelo charco
Azul do céu, cansado de lá estar.

E viverei em ti como um eflúvio, uma recordação.
E não quero que chores para fora,
Amor, que tu bem sabes que quem chora

Assim, mente. E, se quiseres partir e o coração
To peça, diz-mo. A travessia é longa... Não atino
Talvez na rota. Que nos importa, aos dois, ir sem destino?

E logo a seguir o discurso de sua filha, qual rocha feita em pó solto, Isabel Soares. 

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

escova esperta


Aí está a L'Oréal a inovar. Vem aí a escova inteligente - Kérastase Hair Coach Powered by Withings que sabe da saúde dos nossos cabelos. E liga-se a uma app e tudo.  Detalhes aqui.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

gerigonça


"Geringonça" foi a palavra de 2016. Foi Vasco Pulido Valente que chamou assim à coligação dos 4 partidos da esquerda. Em 2015 foi "refugiado", em 2014 "corrupção" e 2013 "bombeiro". Fica a curiosidade.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

poupança 52 semanas


Antes de mais, desejo-vos um excelente 2017. Que seja tranquilo e bem-disposto. Nada de grandes amarguras e que os dias sejam quase todos de felicidade serena. Posto isto, venho falar-vos novamente de poupança. Eu gosto de poupar. Gosto de gastar pouco dinheiro. Sempre que tenho que gastar dinheiro penso sempre se haverá forma de gastar menos. Nem sempre fui assim mas em tempos mudei e tenho-me mantido assim há já alguns anos. Este ano vou voltar à Poupança das 52 semanas, se bem que desta vez, vou fazer de trás para a frente, ou seja, começo a primeira semana do ano a pôr de lado 52 euros. Espero que assim custe menos. No fim, esperam-me 1.378 Euros poupados. Quem alinha?